Como evitar quedas na terceira idade?

Como evitar quedas na terceira idade?

Hoje abordarei o tema sobre as quedas ocorridas na terceira idade!

A queda na terceira idade é algo recorrente e comum.

De acordo com o SUS – Sistema Único de Saúde Brasileiro, a cada ano mais de 24,77 milhões são gastos com medicamentos para tratamento da osteoporose e mais de 51 milhões são gastos com tratamento de fraturas por causa de quedas.

Assim, as quedas são um dos problemas mais comuns nessa fase da vida e outros grandes problemas acabam advindo das quedas, como:

  • Lesões.
  • Necessidades de cirurgias.
  • Surgimentos de dores crônicas.
  • Dificuldades ou perdas da mobilidade.
  • Fraturas
  • Óbito

É comum na terceira idade que os idosos tenham uma perda da força motora e também um desgaste ósseo que podem vir com algumas patologias como osteoporose ou em outros casos como fibromialgia ou dores musculares.

Com a idade avançada, vários problemas de saúde podem inclusive, afetar o equilíbrio e assim as quedas ficam mais fáceis de ocorrerem.

Por isso toda atenção é importante e hoje abordarei justamente sobre como evitar quedas na terceira idade!

Como se proteger?

As pernas e os pés não são tão ágeis como antes. Naturalmente há uma perda da facilidade de movimento.

Se faz válido citar alguns métodos de prevenção, combinado?

  • Evitar que o idoso suba e desça escadas. Tropeçar é fácil até para os mais jovens e uma queda nas escadas pode até mesmo causar fraturas e traumas graves na cabeça e em todo o corpo.
  • O acesso a qualquer parte de sua residência e dos locais em que o idoso transita devem ser fáceis, sem dificuldades e sem aglomerado de objetos.
  • O piso deve ser antiderrapante e vários casos possuir iluminação localizada ou marcações.
  • As maçanetas das portas devem ser do tipo alavanca, de maneira que seja fácil abrir e fechar, havendo maior segurança nessa interação com móveis e armários.
  • Evite subir em banquinhos para pegar objetos que estão ao alto e os objetos de uso frequente devem estar em locais de fácil acesso.

 

  • São necessárias também, rampas com corrimão, de maneira que seja possível se apoiar e evitar quedas.
  • A iluminação também deve ser de qualidade. As luzes devem estar sempre próximas, ao lado da cama – havendo auxílio visual de abajures. Também é preciso luz noturna em banheiros, luz de emergência (preferencialmente aquelas que dão auxílio quando falta energia) em corredores e cozinhas.
  • Barras de segurança também são indicados em alguns cômodos da casa, principalmente nos banheiros, na área de banho e sanitários.
  • Use fita antiderrapante em pisos e escadas, para evitar escorregões.
  • Não encere o piso e se o fizer, isole a área e monitore a circulação de idosos
  • Usar calçados apropriados e que dê boa fixação aos pés. Sandálias grandes ou pequenas podem ocasionar quedas.
  • Prefira móveis com cantos arredondados.
  • Remova tapetes, pois eles podem facilmente provocar quedas.
  • Faça avaliações no oftalmologista sempre como recomendado. A deficiência visual pode ser um fator para quedas contribuinte para as quedas.

As principais diretrizes e conselhos para evitar quedas são essas. Todo cuidado é importante, principalmente numa fase da vida, em que o corpo está mais frágil e são necessários maiores cuidados para manter uma boa qualidade de vida.

Compartilhe essas dicas e em caso de necessidade, envie seu comentário ou dúvida e terei muita satisfação em poder auxiliar!

Um grande abraço, muita proteção e saúde!