7 acidentes domésticos mais frequentes e os primeiros socorros

Por

7 acidentes domésticos mais frequentes e os primeiros socorros

Só quem já passou por algum sufoco em casa e sofreu algum tipo de acidente ou susto, sabe como é desesperador ignorar os procedimentos adequados nessa hora tão complicada. Neste artigo você vai saber tudo sobre 7 acidentes domésticos.

Pensando nisso, organizei esta matéria para lhe mostrar quais medidas devem ser tomadas, caso você passe por algum desses 7 acidentes domésticos mais simples e comuns.

Intoxicação ou envenenamento 

  • A primeira medida que se deve tomar é chamar uma ambulância no número 192, visto que na maioria das vezes, somente ajuda médica pode evitar que o pior venha a acontecer;
  • Mantenha sempre em casa, pastilhas de carvão ativado, aquele que muitas pessoas usam para clarear os dentes (algo que já se provou ser mentira). Esse produto é vendido em farmácias e, em caso de intoxicação ou envenenamento, pode ser ingerido em uma quantidade de 100g para adultos e 25g para crianças. O carvão vai impedir que o estômago absorva o que está intoxicando ou envenenando a pessoa; https://consultaremedios.com.br/carvao-vegetal-ativado/bula
  • Principalmente, se o indivíduo estiver inconsciente, coloque-o de lado, assim, evitará que se afogue, caso precise vomitar;
  • Se a intoxicação ou envenenamento atingiu a pele ou os olhos, lave com água corrente por vários minutos. Ocorrendo na pele, pode usar sabão neutro para ajudar na limpeza, pois isso auxiliará muito na recuperação;
  • Pesquise sobre o produto que causou esse acidente doméstico, porque a informação poderá salvar uma vida.

Cortes 

  • O primeiro passo a ser feito é analisar a gravidade do corte: raso ou profundo;
  • Caso seja raso, lave bem com água e sabão, tendo muito cuidado sempre. Em seguida, passe um antisséptico e faça um curativo com gaze. A dica dos médicos é de nunca utilizar o algodão, pois ele gruda facilmente no machucado e, na hora de ser removido, pode causar sangramentos;
  • Se o corte for profundo, você deve tentar estancar o sangramento o mais rápido possível. Isso pode ser feito com uma compressa de gazes ou com panos limpos, preferencialmente, mantendo elevado o membro que está sangrando, assim, o fluxo de sangue no local irá diminuir e ficará bem mais fácil de controlar. É importantíssimo limpar muito bem qualquer tipo de corte e certificar-se de ter higienizado o interior dele também;
  • Sendo o corte resultado de um vidro quebrado, por exemplo, nunca retire os cacos do corte, porque eles podem estar pressionando alguma artéria pequena, e você acabará fazendo com que haja uma grande hemorragia;
  • Procure um médico para analisar se precisa de pontos, faça curativos e os troque regularmente até cicatrizar de forma eficaz.

Temos mais artigos que podem te ajudar a ficar por dentro de outros assuntos interessantes:

Saiba como prevenir queimaduras durante as festas juninas

Primeiros socorros – Acidentes com animais peçonhentos e venenosos

Prevenção 3D Diária, Dinâmica e Duradoura

Choque elétrico 

  • A primeira coisa a se fazer, caso você perceba que alguém está levando um choque elétrico, é desligar a fonte de energia que está causando isso;
  • Em seguida, você deve afastar a pessoa que sofreu o acidente doméstico dessa fonte, lembrando-se de nunca encostar diretamente nela até esse passo ser realizado. Para tal procedimento, utilize materiais isolantes, ou seja, que não conduzem energia elétrica, como por exemplo: madeira, plástico ou até mesmo um pano bem grosso ajudam nessa hora;
  • Chame imediatamente uma ambulância, pois nesse caso, o apoio médico é indispensável;
  • Coloque a pessoa em posição lateral, para  maior segurança, caso ela esteja respirando;
  • Se ela estiver acordada, procure acalmá-la até que os médicos cheguem no local, porque o susto de tomar um choque causa enorme abalo;. 
  • Caso a pessoa não esteja respirando, comece a realizar massagem cardíaca em conjunto com respiração boca a boca até que a ambulância chegue.
Choque elétrico em tomada pode ser fatal? | G20

Quedas

  • Em caso de quedas leves, deve-se observar se há a presença de machucados.  Se a resposta for sim, lave muito bem a região e faça um curativo em cima deles;
  • Sendo queda grave, você deve chamar imediatamente a ambulância e nunca mover a pessoa ou levá-la ao hospital. Uma vez que o correto é aguardar o atendimento especializado para esses casos, porque ela pode ter fraturado algum órgão;
  • E, na pior das hipóteses, se ela não estiver respirando, você deve seguir os mesmos passos do exemplo anterior: começar a realizar a massagem cardíaca e só parar quando os médicos chegarem ou quando a pessoa voltar a si.

Asfixia 

  • Em caso de asfixia, chame imediatamente socorro especializado discando 193 CORPO DE BOMBEIROS OU 192 SAMU, mas lembre-se de que, normalmente, asfixia com líquidos não é perigosa, a menos que a pessoa comece a ficar azulada ou perdendo os sentidos;
  • Estimule a tosse, principalmente se ocorrer com crianças. Não faça nada enquanto a pessoa estiver tossindo, pois isso é um reflexo do próprio corpo para fazer com que o objeto saia da garganta. Se possível, peça para a vítima esticar o pescoço para cima e se for criança pequena faça isso manualmente porém com cuidado para não machucá-la.

O engasgo ocorre quando algum alimento ou um objeto bloqueia as vias respiratórias, impedindo a respiração.
Se a obstrução for parcial e a criança conseguir falar e respirar parcialmente, estimule-a a tossir com o intuito de expelir o que está causando o engasgo. Se a obstrução for total, poderá ser necessário executar a manobra de heimlich.

Aproveite e compartilhem esse artigo com mais pessoas que estão precisando de ajuda como você.

FONTE: https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2020-2/abril/ministerio-publica-guia-de-prevencao-a-acidentes-domesticos-e-primeiros-socorros/SNDCA_PREVENCAO_ACIDENTES_A402.pdf

Em bebês

Se isso estiver acontecendo com seu bebê, e ele for menor de 1 ano, e se a obstrução for total, poderá ser necessário executar a manobra de heimlich.

https://preveniremcasa.com.br/7-produtos-perigosos-que-voce-tem-na-sua-casa/

Queimaduras 

  • Na ocorrência de queimaduras de primeiro grau, coloque a região afetada debaixo de água corrente por, pelo menos, 15 minutos. Após esse período, vá colocando um pano limpo e molhado com água gelada em cima do machucado, durante as primeiras 24 horas. Inclusive, utilize pomadas próprias para queimaduras ou creme hidratante; 
  • Se a queimadura for de segundo grau, lave também em água corrente, com a ajuda de sabão neutro. Na sequência, limpe com a mão bem levemente, sem agredir o machucado, passe pomada e faça curativos. Esteja atento para nunca estourar  as bolhas que aparecem, porque essa atitude poderá lhe causar uma séria infecção. E, mesmo tendo adotado os procedimentos adequados, caso veja que o ferimento está muito grave, procure logo um médico;
  • Em caso de queimadura de terceiro grau, o indicado é ir diretamente para o hospital. Mas, até chegar lá, você pode lavar com soro fisiológico e colocar gazes (também molhadas com o soro) em cima do ferimento. Atente para nunca aplicar nenhum tipo de pomada no machucado, muito menos por conta própria.

https://preveniremcasa.com.br/acidentes-domesticos-mais-comuns/

Afogamento

Antes de tudo, tirar a vítima da água. Faça todo o possível para que não seja necessário entrar na água, usando uma boia, pedaço de madeira, colete salva-vidas, corda ou qualquer coisa que permita alcança a vítima ou que evite que a vítima se afaste ou afunde

Dentro do possível, mantenha a vítima aquecida. Se a vítima estiver inconsciente, inicie imediatamente a respiração boca a boca. Lembre-se que a respiração boca a boca não é indicada caso a vítima seja uma pessoa desconhecida. Sendo a vítima conhecida, inicie imediatamente o procedimento conforme abaixo. Fonte: https://medicoresponde.com.br/quais-sao-os-primeiros-socorros-em-caso-de-afogamento/

Após retirá-la da água, mantenha-a aquecida e peça ajuda ligando para o número 193. Se a vítima estiver consciente, deixe-a sentada enquanto aguarda pela chegada da ambulância. Se estiver inconsciente, siga os seguintes primeiros socorros:

  • Deite a vítima de lado e mantenha-a aquecida;
  • Observe se ela está respirando;
  • Ligue e siga as instruções dadas pelo atendente do 193 (leve a vítima ao hospital ou espere pela chegada do socorro).

Se a pessoa não estiver respirando, é necessário fazer a reanimação cardiopulmonar:

  • Posicione a vítima deitada de barriga para cima sobre uma superfície plana e firme (a cabeça não deve estar mais alta que os pés para não prejudicar o fluxo sanguíneo cerebral);
  • Ajoelhe-se ao lado da vítima, de maneira que os seus ombros fiquem diretamente sobre o meio do tórax dela;
  • Com os braços esticados, coloque as mãos bem no meio do tórax da pessoa (entre os dois mamilos), apoiando uma mão sobre a outra;
  • Inicie as compressões torácicas, que devem ser fortes, ritmadas e não podem ser interrompidas;
  • Evite a respiração boca a boca se estiver sozinho, não interrompa as compressões cardíacas;
  • O melhor é revezar nas compressões com outra pessoa, mas a troca não deve demorar mais de 1 segundo;
  • A reanimação cardiorrespiratória só deve ser interrompida com a chegada do socorro especializado ou com a reanimação da vítima.

Não tente fazer a ressuscitação dentro da água. Sempre que possível, retire a vítima da água na posição horizontal.

Nunca tente salvar uma vítima de afogamento se não tiver condições para o fazer, mesmo que saiba nadar. É preciso ser um bom nadador e estar preparado para salvar indivíduos em pânico.

Lembre-se que quase metade das pessoas que se afogam sabem nadar. Portanto, se não for apto para prestar o socorro, marque o local do afogamento e procure ajuda.

Conclusão

É importante que se diga que todos os acidentes podem ser evitados se medidas preventivas simples sejam tomadas no nosso dia a dia.

As informações contidas neste artigo devem ser entendidas como fonte de conhecimento e orientação para que na ocorrência de algum dos eventos acima citados, seja possível prestar os primeiros atendimentos até a chegada do socorro especializado.

Segundo dados oficiais, 90% dos acidentes domésticos podem ser evitados se medidas simples e mudança de comportamento forem adotadas voltadas para a prevenção.

Atualmente com o coronavírus, devido ao isolamento social, crianças e adolescentes estão muito mais tempo em casa, sendo sensato redobrar os cuidados e orientar estes jovens para que não se exponham aos riscos de acidentes domésticos.

Se você gostou deste conteúdo e achou relevante, compartilhe com todos seus amigos e familiares para que todos possam tornar suas vidas mais seguras e preventivas.

https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2020-2/abril/ministerio-publica-guia-de-prevencao-a-acidentes-domesticos-e-primeiros-socorros/SNDCA_PREVENCAO_ACIDENTES_A402.pdf

Deixe um comentário