fbpx

Prepare-se para a chegada do bebê

Por

Dicas para se preparar para a chegada do bebê

A chegada de um bebê na família é motivo de alegria para todos! Não é mesmo? Afinal ele está sendo aguardado por nove meses! Para deixar esse momento ainda mais alegre, preparei este artigo para que mães como você não sejam pegas de surpresa na hora em que o pequenino chegar a esse mundo.

Os últimos dias de gravidez

Você já passou quase nove meses com seu filho na barriga, agora, a ansiedade começa a aparecer, e é quase hora de ele chegar ao mundo. Para esta recepção, alguns pontos são importantes de serem lembrados:

  • Atente aos movimentos do bebê, pois muitos médicos orientam as mamães que estão prestes a darem a luz, a contarem o número de chutes que o pequeno dá ao longo do dia, por exemplo;
  • Procure por um bom curso pré-natal, porque será ótimo para que você obtenha algumas orientações, ainda mais se for seu primeiro bebê;
  • Cuide dos horários e datas das consultas, devido esta ser uma fase importantíssima e tratada com seriedade. Por isso, consulte constantemente seu médico, realize todos os exames e nunca deixe de esclarecer todas as suas dúvidas;
  • Procure sempre por médicos que sejam confiáveis, preferencialmente, que já atendam sua família, amigos; enfim, informe-se muito bem antes de fazer sua escolha;
  • E aproveite! Isso mesmo, aproveite os últimos dias de barrigão! Você pode não saber agora, mas terá muitas saudades de sentir seu bebê aí dentro. Portanto, curta cada minutinho antes do parto e se aproprie deste momento mágico e tão gratificante, em que a mulher está radiante.

Hábitos alimentares

Mesmo antes do seu bebê nascer, e de ouvir incansavelmente parabéns pelo bebê, é importante que você crie hábitos alimentares para melhorar a qualidade do seu leite. Cuidar do que você come durante toda a gravidez, e principalmente nos últimos dias, é cuidar do que o seu bebê come, além de evitar que ele sofra com cólicas e desconfortos abdominais. Na verdade não é só uma preocupação exclusiva com o seu bebê, na verdade é também com você e por você, afinal a saúde da mamãe é tão ou talvez mais importante para que possa plenamente atender as necessidade deste tão importante recém chegado, o bebê. Para isso, existem alimentos indicados às gestantes e mamães que estão amamentando, dos quais citarei alguns:

Açaí – é uma das frutas mais energéticas que existem . Devido conter muito ferro, vitaminas e minerais, além de gorduras boas, ajuda as mamães a não ficarem tão cansadas;

Tapioca – outro alimento muito interessante a ser inserido na dieta das mamães, inclusive pode ser feita de inúmeras maneiras e é muito deliciosa. Dá saciedade, é rica em gorduras boas e carboidratos bons, o que ajuda muito na produção do leite materno;

Salmão – um peixe rico em ômega-3, deve ser consumido durante a gravidez, para ajudar a desenvolver o sistema nervoso do bebê; e após, para aumentar a produção de leite materno. Além do mais, é delicioso e rico em várias vitaminas;

Iogurte – produtos que são derivados do leite, ajudam na produção deste também; e os iogurtes são uma ótima opção, além de práticos e saudáveis.

O quarto do bebê

A chegada de um bebê, gera uma reviravolta na vida das mamães, principalmente na hora de comprar os móveis e para planejar tudo. A mamãe deve pesquisar bem os valores e estar atenta à qualidade dos produtos de vários fabricantes, tanto em lojas quanto no famoso “boca a boca”. Logo, pergunte a amigos, vizinhos, alguém da família que já tenha montado um quarto de bebê. Possivelmente, a partir dessas informações, você ficará mais confiante.

Caso possa, adquira tudo de qualidade superior, sempre buscando o melhor custo X benefício possível, lembrando-se de que a segurança e o conforto do seu bebê são imprescindíveis.

Outro ponto importantíssimo é o berço. Para tanto, dê preferência àqueles que sejam seguros, que mesmo depois de seu bebê conseguir ficar em pé, não possa se pendurar nele para tentar descer.

Vale ressaltar ser fundamental a manutenção de tudo sempre muito limpo, sem pó e brinquedos jogados, a fim de evitar que surjam alergias no pequeno e que ele acabe se machucando ou colocando algo na boca, por exemplo.

Dispositivos de monitoramento

Atualmente, existem muitas marcas e tipos de dispositivos para monitoramento a distância, os quais podem ser grandes aliados na questão de segurança do bebê. Citam-se:

  • Babá eletrônica – é um dispositivo que você deixa rá uma parte no quarto da criança e outra com você. Assim, conseguirá escutar qualquer barulho que ocorra junto ao bebê. Atualmente existem modelos que possuem uma câmera de segurança acoplada e que lhe possibilita ver tudo pela tela do celular. Os preços variam, e você consegue encontrar algumas muito boas em uma faixa de R$100 até mais de R$1000.
  • Sproutling — é um dispositivo novo no mercado, que monitora o bebê como o faz a babá eletrônica, mas de formas muito mais eficazes e detalhistas. Ele é basicamente um sensor que colocamos no pulso do bebê, como se fosse uma pulseira mesmo, e é conectado via wi-fi, e que envia dados como temperatura corporal, batimentos cardíacos, se ele está dormindo ou não, entre outros.

Apesar de termos visto somente esses dois dispositivos, já dá para imaginar que há algumas tecnologias disponíveis e que podem ajudar, e muito, na atividade de monitorar seu pequeno. Inclusive com variedade de preços: do mais barato ao mais caro. Para isso, basta pesquisar e escolher o que melhor se adapta à sua realidade.

Dispositivos de proteção e segurança

A chegada do bebê, exige também cuidados com a segurança deles, quando não podemos observá-los tão de perto, esse é um ponto muito importante a ser pensado. Devido a isso, precisamos ter “auxiliares”, para, no momento em que ocorrer um descuido ou deslize por parte do responsável, um acidente grave não aconteça.

  • Travas de segurança para tampas de vaso sanitário — existem travas para colocar na tampa do vaso sanitário, que são muito úteis quando o assunto é evitar algum tipo de afogamento;
  • Proteção de tomadas – todos sabemos que as crianças são curiosas por natureza, colocam as mãos em todos os lugares que acham interessantes; e isso acontece muito quando se tratam de tomadas, ocorrendo de até mesmo introduzir algum brinquedo nelas, por exemplo. O risco de choque é muito grande e estes protetores irão impedi-lo;
  • Travas para armários e gavetas — coloque essas travas em todos os armários e gavetas que guardam produtos de limpeza, objetos afiados, objetos muito pequenos, alimentos em grão ou que tenham formato arredondado. Enfim, tudo que você achar que seja necessário manter longe do alcance da criança, para evitar acidentes graves.
  • Protetor salva dedos — São protetores que colocados na porta, impedem que a mesa bata violentamente contra o caixilho. Normalmente os acidentes desta natureza, deixar ferimentos gravíssimos podendo até a decepar dedinhos inocentes.
  • Trava porta — Tem a mesma finalidade que o dispositivo acima, porém é instalado no piso. Podem ser móveis ou fixos.

Primeiros dias e meses do bebê em casa

É recomendado, principalmente se você é mamãe ou papai de primeira viagem, ao chegar com o bebê em casa, ter alguém experiente com você nos primeiros dias, para lhe orientar e mostrar alguns cuidados básicos que se deve ter, até estar acostumado à rotina. Tome alguns cuidados especiais, como:

  • Na hora do banho — verifique a temperatura da água de forma a não deixar muito quente, nem muito fria. O correto é colocar primeiro água fria na banheirinha e ir misturando aos poucos a água quente, até que a temperatura fique perfeita. A temperatura ideal é a mesma do nosso corpo, ou seja, em torno de 36ºC.
  • Na hora de amamentar — caso o bebê se alimente pelo peito da mãe, tenha cuidado com os refluxos que poderão ocorrer; respeite o tempo dele, pois aos poucos o nenê pegará o jeito. Se for por mamadeira, não esqueça de verificar a temperatura do leite, não deixe muito quente, o ideal é testar no pulso, já que é uma parte sensível do nosso corpo e assim como a água do banho, a temperatura deve ser próxima à dom nosso corpo, afinal esta seria a temperatura caso a amamentação fosse no peito, correto?

https://preveniremcasa.com.br/o-que-fazer-se-meu-filho-engasgar-mamando/#more-1024

https://preveniremcasa.com.br/5-dicas-simples-como-prevenir-engasgo-e-sufocamento-em-criancas/#more-1006

Na hora de dormir — alguns pais preferem deixar seu pequeno dormindo com eles, na mesma cama, nos primeiros meses, por uma questão de segurança e de não precisar ficar levantando toda hora durante a noite o que realmente é exaustivo, principalmente para mamãe. Essa é uma decisão pessoal. Alguns afirmam que a proximidade estabelece uma conexão maior com o bebê. Porém, caso você o deixe no berço, certifique-se de que o bebê durma de barriga para cima, sendo essa a posição recomendada pela Organização Mundial da Saúde – OMS.

https://preveniremcasa.com.br/saiba-como-preparar-a-casa-para-a-chegada-de-um-bebe/

Neste artigo, foram citadas algumas informações existentes das inúmeras que devem ser levadas em consideração e a chegada de um bebê requer o máximo de atenção e informação. Independentemente se um filho precisa de uma quarto e decoração azul ou se uma filha precisa de decoração rosa, é importante lembrar-se sempre de adequá-las à sua realidade e à realidade do bebê. E jamais deixe de contar com os esclarecimentos que seu pediatra pode oferecer.

Caso tenha dúvidas ou alguma dificuldade, o que é muito comum nos primeiros dias de maternidade, busque sempre por informações sobre o que seu filho precisa, com amigas ou familiares mais experientes, parentes ou vizinhos que trabalhem na área de saúde, médicos e enfermeiros. Afinal, seu pacotinho de felicidade precisa de toda sua atenção e cuidados.


Caso tenha gostado deste artigo, compartilhe com outras pessoas que também podem aprender com todas estas informações que você acabou de conhecer. Com essa atitude, você estará ajudando a cuidar da segurança do bebê e salvando vidas.

Aproveite e nos siga nas redes sociais, basta procurar por prevenir em casa.

Deixe um comentário